desonra

8 outubro, 2008

David Lurie, professor acadêmico, 52 anos, divorciado 2 vezes, sul africano.
Lucy Lurie, quase camponesa, filha do primeiro casamento de David, mãe holandesa.

(trecho* de um diálogo entre os dois. estão na cozinha, tomando chá, na casa de Lucy)

– Podia ter me contado antes. Porque escondeu isso de mim?
– Porque não quero encarar uma das suas explosões. David, não posso levar a minha vida pensando se você vai gostar ou não do que eu faço. Não mais. Você age como se tudo que eu faço fosse parte da história da sua vida. Você é o personagem principal, eu sou um personagem secundário que só aparece na metade. Bom, ao contrário do que você acha, as pessoas não se dividem em principais e secundárias. Eu não sou secundária. Tenho uma vida minha, tão importante para mim quanto a sua para você, e na minha vida sou eu que tomo as decisões.

*extraído do livro Desonra, de J.M. Coetzee, 2ª edição, Cia das Letras.

Anúncios