carta de Lourenço

26 fevereiro, 2010

estamos no seu apartamento. você fuma na varanda enquanto eu preparo seu uísque. eu quero o silêncio do seu lado. entrego o copo. você abaixa a cabeça, dá uma risada e um trago. uísque e cigarro. tento acompanhar seu olhar pela cidade. que olhar é esse? qual Cibele está comigo agora? isso não faz diferença. eu quero todas porque não preciso de nenhuma. você acaba o cigarro e eu puxo sua mão. estamos na sala. você ensaia uma dança e me diz: Tom Waits, meu bem. eu te embalo. você chora. dançamos. eu sussuro: eu estou aqui. Tom Waits.
meu pau está duro.

We can bring back the old days again when all the world is green”

Anúncios

One Response to “carta de Lourenço”

  1. Rafaela Says:

    Que bom que você publicou. Eu gostei sim.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: