fantoche de si mesmo

22 junho, 2009

puppet girl
antídoto, veneno / quem sabe o real efeito?
partido, quebrado / cada osso na parede
azedo, amargo / gosto de língua cortada
ardido, ácido / é a ferida que não sara

veja o terror nos olhos de uma criança no escuro
quando o monstro mora dentro do quarto
qualquer brinquedo é uma armadilha

cego, surdo / fantoche de si mesmo
descanso inútil / remoto controle remoto
medo agudo / fantasma atrás da porta
cansaço profundo / é a cabeça que não pára

o desespero é um labirinto de espelhos quebrados
pra onde vão, de onde vem tantos eus?
e quem é você pra vir falar de mim!

segredo trancado a cadeado de vidro
estar no olho do furacão vendo o mundo girar
medo estampado nas páginas de um livro
que eu rasgo, queimo, espero cicatrizar

(Dani Luppi – Labirinto)

Anúncios

2 Responses to “fantoche de si mesmo”


  1. que lindo isso.
    a foto, a Dani com esse texto, esse seu amor que transborda…
    tudo lindo de ver.
    🙂

  2. claudia guay Says:

    que fuerte!!!
    adorei.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: