algum parque

16 maio, 2008

“Só o acaso pode nos parecer uma mensagem. Aquilo que acontece por necessidade, aquilo que é esperado e se repete cotidianamente é coisa muda apenas. Somente o acaso tem voz. (…) O acaso tem seus sortilégios, a necessidade não.” (Milan Kundera, A insustentável leveza do ser.)

– você não me ligou mais.
– mas podia?
– fiquei esperando.
– posso então?
– ligar?
– é. não só isso, você sabe…
– tem meu telefone?
– acho que sim.
– se tiver, qualquer dia desses, já sabe.
– não quer me dar o número de novo, assim será certeza.
– foi exatamente isso que você disse da última vez.

Anúncios

One Response to “algum parque”

  1. Tatit Says:

    o eterno retorno. de Tomas.
    e de todos nós.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: